CONCUSSÃO NO ESPORTE: SAMSUNG TESTA SEU WEARABLE

0

Samsung Electronics Austrália lidera o desenvolvimento de brainBAND, uma tecnologia wearable, da chamada internet de vestir, que permitirá aos cientistas e médicos resolverem os problemas de lesão cerebral no esporte de contato a exemplo do rugby, uma paixão anglo-saxônica, que ganhou impulso e tem milhares de fãs na Austrália, Índia, Estados Unidos e Canadá e que tem se desenvolvido com grande força em outras partes do mundo, inclusive o Brasil. A agência Leo Burnett Sydney foi a escalada para mostrar a evolução desse wearable que promete atuar de forma decisiva na prevenção de concussões (abalos, sacudidelas violentas, choques e pancadas sobretudo na cabeça) que podem afetar o cérebro e o sistema nervoso central dos atletas, muitas vezes sem que eles se percebam de imediato o risco a que estão sujeitos devido à formação de pequenos coágulos ou o rompimento de minúsculas veias.

O tema da concussão ganhou fôlego depois do lançamento, no ano passado, do filme Concussion, que no Brasil ganhou o título de “Um Homem entre Gigantes”, escrito e dirigido por Peter Landesman e baseado no romance “Game Brain” lançado em 2009 por Jeanne Marie Laskas. A obra narra a história de um médico forense que descobre que a morte jogadores profissionais do futebol norte-americano (NFL) estava relacionada à concussões cerebrais que sofreram praticando o esporte. Estrelado por Alec Baldwin, Gugu Mbatha-Raw e Albert Brooks, o filme acabou por provocar e chamar atenção para inúmeras pesquisas que tratam de concussão, sobretudo no esporte, ainda que essas concussões também possa ocorrer no ambiente doméstico ou de trabalho sem que a pessoa se dê conta de imediato, mas que podem provocar reações futuras e em alguns casos a morte.

Com esse projeto, Samsung pretende testar brainBAND que, usado pelos atletas, permite a avaliação em tempo real dos efeitos de uma concussão durante um jogo de rugby, no português claro, uma cabeçada que pode afetar pequenas e sutis veias colocando em risco a capacidade motora e a até a memória.

Não deixa de ser boa notícia para atletas a pesquisa que a Samsung está realizando na Austrália sobre um tema tão polêmico e controverso, que os atletas e os patrocinadores de esporte onde a concussão pode ocorrer com maior frequência evitam e muitos fãs ignoram.

Share.

About Author

Comments are closed.