OMNICHANNEL: ESTRATÉGIA EM REALIDADE

0

Por Fernanda Benhami*

Cada vez mais, o consumidor tem acesso a múltiplos canais de comunicação pelos quais ele consegue expressar seus desejos e obter informações sobre serviços e produtos. Esse tipo de interação trouxe uma maior complexidade aos negócios das empresas, que precisam ter melhor controle e gestão de relacionamento com os clientes em todos os pontos de contato, seja online ou offline.

As empresas vêm buscando maior relevância e consistência nas mensagens transmitidas para seu público de maneira a não perder oportunidades. Atento à questão, o SAS estrutura plataformas para que as empresas entendam cada vez mais o perfil desse cliente e consigam, assim, consolidar suas vendas ou ações de relacionamento.

O Customer Decision Hub combina várias soluções do SAS, proporcionando às companhias uma melhor capacidade de entender o seu público desejado. Imagine uma empresa que tenha uma série de canais, no qual o cliente possa interagir. Esses meios podem ser outbound (campanhas proativas como e-mails ou malas diretas ou quaisquer canais pelos quais a empresa pode enviar comunicações ao cliente para melhorar o relacionamento) e inbound (no qual o próprio cliente pode interagir diretamente com a empresa e cada interação poderá ser utilizada para uma comunicação mais efetiva e relevante com o cliente).

Existe também organizações que precisam estar mais preparadas para interagirem com maior frequência com os seus clientes e, assim, ganhar vantagem competitiva nesse momento de interação – independentemente do canal que esteja usando.

Há três grandes pilares que as empresas precisam considerar:

Primeiro pilar: são os insights, estudos e análises. É uma plataforma que permite às empresas fazerem um estudo das interações dos clientes. Que podem ser: chamadas telefônicas, operações bancárias, transações de contas (voltadas para o varejo), entre outras. Isso tudo se torna insumo para compreender a movimentação e o perfil desses clientes.

Segundo pilar: compreender as tendências de comportamento. A empresa consegue, dentro do modelo de previsão e forecast, entender como o cliente pode se comportar no futuro; qual a tendência de compra desse consumidor. As organizações também conseguem identificar, por meio desses estudos, quais eventos poderiam ser utilizados para as ações de relacionamento ou de vendas com esses clientes. É fundamental compreender o tipo de interação que esse cliente tem para que as empresas possam decidir qual a melhor forma para interagir e criar novas oportunidades de negócio com ele. A solução ajuda a compreender o perfil dos clientes, combinar informações internas e externas, para que as empresas possam identificar os nichos de mercado.

Terceiro pilar: estabelecer regras para executar as ações. É necessário criar regras de política de contato, entender as restrições de negócios e orçamento e, só então, elaborar as ações futuras. Além disso, é preciso identificar a capacidade de entrega do canal para se atingir a performance desejada.

Com base nessa estratégia, as empresas conseguem estabelecer melhores estratégias de abordagem e colocar as informações dentro do sistema Customer Decision Hub para que as ações comecem a chegar ao cliente de forma coordenada e orquestrada.

Fernanda Benhami* é gerente de produto para Customer Intelligence do SAS América Latina

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP