DDB MOÇAMBIQUE SE CONSAGRA NO FESTIVAL DE MAPUTO

0

A DDB Moçambique foi a grande vencedora do Festival Internacional de Publicidade de Maputo com 19 prêmios entre os quais um Grand Prix para filme publicitário (Cortina/mcel) e outro para pôster (MFW), seis ouros, duas pratas e quatro bronzes, além de prêmios técnicos, a Golo com um Grand Prix e outros 18 prêmios, incluindo os técnicos e também dois outros, oito prata e dois bronze ficou em segundo lugar.

 

O mais importante, porém, foi a consolidação do festival que completou dez anos e da publicidade moçambicana que já responde por um movimento anual da ordem de 4,4 bilhões de euros segundo estimativa de Mário Ferro, presidente da Associação Moçambicana de Empresas de Publicidade (AMEP). Para Ferro, outra grande vitória do festival foi o aumento do número de participantes incluindo agências lusófonas do Brasil e de Portugal, contribuindo para a internacionalização do trabalho desenvolvido em língua portuguesa. O júri internacional, por exemplo, foi presidido pelo brasileiro Flavio Waiteman, da gaúcha Escala, e contou com profissionais da África do Sul, Angola, Ilhas Mauricio, Moçambique e Portugal.

O diretor criativo da DDB Moçambique, André Coelho, comemorou o feito e sua equipe posou para foto ao lados dos prêmios conquistados. Criado há dez anos pela AMEP, o festival tem entre seus objetivos promover a criatividade moçambicana, revelando talentos e incluindo o país no mapa da publicidade de língua portuguesa. Para Ferro, o número crescente de participantes que chegam a Maputo, a capital do país, é uma prova do sucesso do festival que contou com a participação de agências lusófonas de Moçambique, Portugal, Brasil, Angola e Cabo Verde e outras que representaram Inglaterra, África do Sul, Quénia, Botswana, Ilhas Maurícias, Comores e Reunião (França) e que buscam formas eficazes de comunicação com o povo africano. Foi bonita a festa e ano que vem tem muito mais, prometeu Mário Ferro no encerramento da entrega de prêmios na última semana.

Share.

About Author

Comments are closed.