Fernando Terni no Grupo Schincariol

0

O executivo Fernando Terni, que deixou a vice-presidência da Nokia Networks para América Latina, na segunda-feira, dia 29, pode assumir nos próximos dias a presidência do Grupo Schincariol. Em matéria publicada pelo jornal Valor Econômico, na edição de ontem e assinada pela Daniela D Ambrósio, que sabe tudo do mercado de cerveja, ele negou. Só que executivos de mercado financeiro consultados pela Revista Publicittà garantem que ele está de partida para a Itu, onde fica a sede da empresa.

Não é novidade para ninguém que o jovem Adriano Schincariol, que comanda o grupo quer profissionalizar a gestão e, assim, atrair novos parceiros. Durante os últimos dois anos, a Schincariol pode ostentar uma posição tranquila à frente da Kaiser, que estava em poder dos canadenses da Molson, que pareciam não se preocupar com a perda de fatias de mercado para concorrentes. E foi a Schincariol que mais se beneficou desse movimento da Kaiser. Só que, agora, em poder dos mexicanos da Femsa, a história é outra. O grupo lançou a Sol e reforça com preço Kaiser e Bavaria no mercado. Já mostrou que entrou no terreno cervejeiro para brigar. E a Schin sabe que vai ter de enfrentar com força os novos concorrentes para manter sua posição.

Terni, segundo um executivo financeiro, é perfeito para o papel. Adora atuar em mercado concorrenciais fortes e disputa acirrada. Foi nesse cenário que conseguiu posicionar Nokia, tendo como alvo diferentes tribos. É tudo com que Adriano Schincariol poderia sonhar. A conferir. E, segundo um executivo, em questão de dias.

Share.

About Author

Comments are closed.