Homens Trabalhando

0

A idéia da exposição “Homens Trabalhando” num prédio em construção na Rua Harmonia surgiu através da parceria entre a galeria florenceantonio.com e o Triptyque com o objetivo de explorar, simultaneamente, uma nova forma de ocupação e novos meios de expressão.

O diálogo entre o refinamento das obras de arte com a estética crua de um prédio ainda inacabado certamente vai suscitar novas análises, analogias, reflexões e revelações sobre arte e arquitetura.  O prédio está situado num bairro onde o movimento artístico é intenso e há uma grande sensibilidade em relação às manifestações culturais. Ao abrigar essa forma inusitada de expor obras de arte, o prédio em construção se inclui nessa efervescência cultural.

A exposição também reflete a vontade de que a arquitetura seja vista, vivida, experimentada e absorvida durante seu processo construtivo e, através disso, levantando novos questionamentos sobre o belo e sobre as relações entre obra e projeto. Qual é a real necessidade de acabamentos numa obra? O edifício inacabado não pode ser belo e interessante? O projeto acaba quando a obra começa? O canteiro de obras é um local instigante, que proporciona novas emoções e impressões sobre a arquitetura.

Circular por uma construção não terminada é como desvendar mistérios e curiosidades – significa viver a criação de uma obra, presenciar o nascimento de um ser. A exploração de uma forma diferenciada e inovadora de galeria é outro objetivo do experimento. Desde a Bauhaus, passando pelo Archigram e pela obra de Hélio Oiticica, artistas e arquitetos têm procurado confrontar a arte e a arquitetura, forçando seus limites ao máximo a fim de mudar o olhar e conseguir novas formas de expressão e apreciação do mundo artístico/arquitetônico/social/cultural.Como já dissemos, essa experiência feita na rua Harmonia leva em consideração essas idéias e – através da exploração do inacabado, da obra crua e nua – questiona a temporariedade do lugar e propõe novas reflexões sobre a arte e a arquitetura. 

 Além da exposição, a galeria irá promover três mesas redondas discutindo as relações entre arte e arquitetura. A lista dos participantes inclue galeristas, artistas, colecionadores, arquitetos, publicitários e designers. São eles: Albano Afonso, Ana Carmen Longobardi, Carlos Perrone, Edilaine Cunha, Gabriela Longman, Gabriel Zellmeister, Gerson de Oliveira, José Cazarin, Luisa Duarte, Marcio Kogan, Martin Grossman, Sandra Cinto, Triptyque.  Contamos também com a apresentação do vídeo “São Paulo S/A” de Luis Sergio Person, com presença de sua filha Marina Person.

A partir das 18h, do sábado dia 25 de abril, 28, 30 e primeiro de setembro, será apresentado o trabalho do vídeo artista Fernando Velazquez.  Os artistas participantes da exposição “Homens Trabalhando” serão os seguintes: Ana Elisa Egreja, Ana Luiza Dias Batista, Ana Michaelis, Andres Sandoval, Antonio Ewbank,  Celina Yamauchi, Fernando Velazquez,  Flamínio Jallageas, Hugo Frasa, Iara Freiberg, Karlla Girotto, Luciana Martins, Miro Paula Garcia, Regina Parra, Reginaldo Pereira, Rodrigo Bueno. 

www.florenceantonio.com

Share.

About Author

Comments are closed.