Honda XL 1000V Varadero

0

Imagine todo o conforto existente num modelo da categoria Touring e a versatilidade característica do segmento on/off road. Some a isso, um design moderno, tecnologia de ponta representada pelo avançado sistema de freios ABS (Anti-lock Brake System) com DCBS (Dual Combined Brake System), injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection) e um potente motor. O resultado dessas e de outras características está materializado numa motocicleta consagrada no mercado europeu e que passa a ser importada a partir de agosto. Trata-se da Honda XL 1000V Varadero. Uma autêntica representante “Big Touring” e que amplia as opções de motos de alta cilindrada da marca em território nacional.

Qualidades não faltam a essa motocicleta. É confortável. Seja pelo pára-brisa com regulagem de altura, que oferece maior proteção contra o vento, ou pelo formato do assento, proporcionando melhor encaixe das pernas. Foi projetada para oferecer comodidade tanto ao piloto quanto ao garupa para percorrer longas viagens. É forte. Basta verificar seu elevado torque (9,9 kgf.m a 6.000 rpm).

E mais: sua aceleração é rápida, mesmo com passageiro e capacidade máxima de bagagem. Não bastassem esses detalhes, as suspensões proporcionam ótima dirigibilidade e o sistema de freios oferece extrema segurança em qualquer tipo de piso. De vias pavimentadas a estradas de terra.


Tudo isso explica sua aceitação pelo público europeu, que transformou a categoria “Big Touring” numa das que mais crescem atualmente. A motocicleta Varadero está presente em inúmeros países da Europa, como Portugal, Itália, França e Inglaterra. Lançado no final da década de 90, o modelo tornou-se referência para aficionados por longas viagens e também para quem prefere utilizá-lo diariamente.

A aprovação pela categoria não se limita ao exterior. O segmento de Big Touring vive um momento de expansão no Brasil. Para se ter idéia, registrou 1.096 unidades emplacadas no ano passado ante 888 em 2005, de acordo com pesquisas da Honda. Ou seja, um acréscimo de quase 25%. A expectativa inicial da Honda é comercializar 400 unidades dessa motocicleta até o final deste ano.

A chegada da XL 1000V Varadero preenche uma lacuna no mercado brasileiro de duas rodas. Trata-se do primeiro modelo da categoria Big Touring da Honda no país. E mais: amplia o número de novos modelos importados. Foram outros três, todos para públicos diferentes, somente neste primeiro semestre.

A Honda apresentou quase simultaneamente a GL 1800 Gold Wing com o inédito sistema airbag e a superesportiva CBR 600RR, totalmente modificada em comparação com sua versão anterior. Recentemente o mercado nacional também conheceu a naked CB 1300 Super Four, que resgatou com muita esportividade a tradição da família “CB”.

Uma motocicleta imponente

Uma das principais características da XL 1000V Varadero é o seu visual imponente. Combina a essência de uma Touring com atributos das motocicletas da linha on/off road. Os grafismos monocromáticos integram a carenagem e o tanque de combustível de 25 litros (4 litros de reserva), demonstrando modernidade, sem deixar de lado o estilo aventureiro do modelo.

Com linhas arrojadas e estilizadas, a carenagem beneficia o acesso às partes mecânicas, resultando em agilidade no caso de algum tipo de manutenção.


O pára-brisa contribui para o conforto e prazer na pilotagem, uma vez que proporciona comodidade e maior proteção contra o vento, além de uma elevada proteção para pilotos de qualquer estatura. O equipamento pode ser ajustável em duas posições, com variação de 40 mm na altura.

O design do painel de instrumentos XL 1000V Varadero 2007 é diferenciado. Além de velocímetro e conta-giros eletrônicos com tradicionais mostradores analógicos, dispõe de um display digital formado por hodômetros total, parcial A e B, marcador de temperatura do líquido de arrefecimento do motor, relógio digital e marcador de combustível.

Outro atrativo é um indicador nos instrumentos de leitura capaz de mostrar quanto é possível percorrer até o próximo reabastecimento. Essa informação é calculada com base no combustível disponível e no seu consumo, sendo verificado a cada instante. A motocicleta também tem luzes de aviso (neutro, reserva, ABS e descanso lateral).

Um porta-objeto localizado na parte superior da carenagem e na lateral direita da moto é ideal para guardar documentos e volumes pequenos. Isso oferece maior comodidade. Outro detalhe: o compartimento é protegido com chave, aumentando a segurança dos usuários, principalmente quando está estacionada.

O conjunto traseiro destaca o desenho moderno dessa representante da categoria Big Touring, a começar pelo seu bagageiro integrado à alça do garupa e à rabeta. As setas e a lanterna de freio formam um conjunto único e as ponteiras do escapamento são de aço inox, o que confere qualidade e tecnologia.

Um de seus principais atributos é o conforto, tanto para o piloto como para o garupa. Esse essencial item está retratado no seu assento, que dispõe de um design projetado para longas viagens e está a apenas 838 mm do solo.

Tem formato mais largo e possui ressaltos que proporcionam melhor encaixe das pernas. O tecido é texturizado, melhorando sua aderência. Isso impede, por exemplo, que o garupa escorregue para frente. Largo também é o pedal do passageiro, que significa melhor apoio para os pés e conforto para encarar longas viagens.


Potência e elevado torque


O motor é um destaque à parte no conjunto dessa motocicleta de 241,5 kg. O propulsor de 996 cm3, de arrefecimento a líquido, DOHC (Double Over Head Camshaft), é um V-Twin, com inclinação de 90º entre seus dois cilindros. Tem elevado torque (9,9 kgf.m a 6.000 rpm), assegurando ótima dirigibilidade e agilidade.

Seu elástico propulsor oferece uma potência elevada (93,8 cv a 7.500 rpm), ajustando-se aos mais diferentes estilos de pilotagem, como tráfego urbano, rodovias ou trechos de terra. O câmbio de seis velocidades proporciona engates fáceis e precisos. A aceleração é rápida e confortável mesmo com passageiro e capacidade máxima de bagagem.

Equipada com partida elétrica, possui sistema de injeção eletrônica do tipo PGM-FI (Programmed Fuel Injection) que reduz consumo de combustível com respostas rápidas ao comando do acelerador. Também dispõe de um sistema responsável em verificar o funcionamento do motor, por meio de sensores, que controlam o fluxo de ar e minimizam a emissão de gases.

O chassi tipo Pivot-less (Diamond) de seção tubular é resistente às torções. Já as suspensões ganham ainda mais destaque no conjunto, uma vez que sua geometria favorece a estabilidade direcional na pilotagem em estradas.

Na traseira, a suspensão Pro-link foi projetada com curso de 116 mm e tem possibilidade de 40 ajustes na pré-carga da mola. Associada à balança de alumínio, proporciona excelente dirigibilidade. Na dianteira, o modelo dispõe de suspensão com garfo telescópico de 155 mm de curso e 43 mm de diâmetro.

A aderência e a estabilidade da motocicleta são asseguradas pelos pneus (110/80, na frente, e 150/70, na traseira) sem câmara, e pelas rodas de liga leve de três pontas (aro 19″, na dianteira, e 17″, na traseira).

Share.

About Author

Comments are closed.