IPSOS: QUEM TEM MAIS DE 60 ANOS QUER SURFAR NA REDE

0

Os brasileiros com mais de 60 anos já se sentem integrados ao ambiente digital e buscam aperfeiçoar a sua presença na internet: aprender a usar redes sociais e compartilhar experiências. A conclusão é parte de um estudo conduzido por Ipsos Connect e realizado em 13 mercados nacionais com base em seis vetores: desk research, análise acadêmica, etnografia, netnografia, entrevistas e entrevistas em profundidade.

O acesso à internet dos brasileiros acima de 60 anos cresceu 15% entre os anos de 2000 e 2015. Para eles a internet tem quatro significados prioritários: comunicação, lazer, ocupação e entretenimento. O estudo conduzido por Ipsos Connect – unidade de negócios que coordena os serviços voltados para a área de Comunicação de Marca, Propaganda e Mídia da Ipsos – permite analisar o perfil do usuário de terceira idade na internet assim como fatores que o atraem ou que o afastam, a partir de suas escolhas de consumo.

“Precisamos nos preparar e saber como trabalhar esse público sênior, diagnosticando o que se passa no dia a dia, quais seus desejos, como consomem e vivem no mundo digital, além da busca de como inseri-los no contexto atual das macrotendências e do comportamento do consumidor. As empresas se despertaram para entender esse público que está em evidência devido a sua importância e o potencial de consumo, mas ainda há muitas oportunidades não trabalhadas”, afirma Diego Oliveira, diretor da Ipsos Connect.

O interesse por tecnologia e acesso à internet entre os maiores de 60 anos, embora modesto quando comparado à média da população geral, registrou visível crescimento nos últimos anos:

2000 2005 2010 Jul 2012 e Jun 2013 2014
Interesse por tecnologia 14% 15% 15% 20% 23%
Acesso à internet 1% 4% 11% 16% 16%

 

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) cerca de 15 milhões de pessoas, 8,6% da população brasileira, é constituída por pessoas com 60 anos ou mais. Com relação ao consumo de mídias na terceira idade, os dados mais recentes da EGM indicam que:

– 75% afirmam que a TV têm força e influência na formação da opinião pública;

– 69% gostam de ser organizados e seguir uma rotina;

– 66% decidem o que comprar antes de ir às compras;

– 64%  afirmam que jornal têm força e influência na formação da opinião;

– 63% afirmam que o rádio têm força e influência na formação da opinião.

 

Sobre a Ipsos

A Ipsos é uma empresa de pesquisa de mercado independente, criada e dirigida por profissionais de pesquisa. Fundada na França em 1975, se tornou um grupo de pesquisa global com forte presença em todos os mercados-chave. A Ipsos ocupa a terceira posição na indústria global de pesquisa.

Com escritórios em 87 países, a Ipsos se consolidou como marca líder porque é a única empresa estruturada por meio de áreas de especialização: publicidade, fidelização de clientes, marketing, mídia, opinião pública e coleta de dados.

Os pesquisadores da Ipsos avaliam o potencial do mercado e interpretam as tendências. Desenvolvem e constroem marcas, ajudam os clientes a construírem relacionamento de longo prazo com seus parceiros, testam publicidade e analisam audiência, medem a opinião pública ao redor do mundo.

Share.

About Author

Comments are closed.