Istoé um imbróglio

0

Nelson Tanure fez a mesma lição de casa: emprestou dinheiro para um dono de veículo de comunicaçao pressionado e desgastado pelos seus credores. Dessa vez, é Domingo Alzugaray, dono da Editora Três (os outros dois há muito sairam do negócio e eram o falecido Luiz Carta e a simpatia de pessoa que o Fabrizio Fasano). Ele pegou o dinheiro para pagar funcionários e compromissos emergentes.

Nelson Tanure conseguiu, com isso, garantir a sua preferência no negócio de desbancou o rival Daniel Valente Dantas, que estava com contrato pronto para ser assinado na última quinta-feira, dia 1ª de março de 2007. Tanure repete com Alzugaray o mesmo que fez  como José Nascimento Brito, então no Jornal do Brasil, e com Luiz Fernando Levy, na Gazeta Mercantil. Os donos dessas empresas têm, com esse tipo de acordo, a sensação de que ganharão um prazo e algo milaborante poderá acontecer e eles sequer venderem o controle. É um falsa impressão que convence 

A tradição, porém, não tem sido essa. Levy gritou, gritou, mas entregou a Gazeta Mercantil a Tanure. Os acordos fechados por Nelson Tanure são extremamente bem redigidos e alinhavados. Coisa de gente grande. E Levy achou que o empréstimo não selava a venda da Gazeta Mercantil. Ledo engano. Enfim, dinheiro emprestado por Tanure e Editora Três em seu poder. Não tem mais mais ou disse que disse.

Share.

About Author

Comments are closed.