MÃES DA SÉ À ESPERA DOS DESAPARECIDOS

0

No ano em que comemora seu 19º aniversário, a ONG Mães da Sé ganha campanha publicitária criada pela NBS com o objetivo de divulgar os trabalhos da instituição e angariar fundos e ajuda para a mesma. Além da nova logomarca, a primeira re-estilizada desde que a ONG foi lançada, uma ação especial e diferenciada será  executada durante o mês de abril. Intitulada “Dono desaparecido”, a ação consiste em deixar uma carteira perdida em grandes centros comerciais na cidade de São Paulo, como Shopping Eldorado, Praça da Sé e outros lugares. A pessoa que pegar a carteira irá encontrar cartões de visita com imagens e informações de pessoas desaparecidas e que constam no banco de dados da ONG. A ação será realizada em 17 lugares diferentes nas próximas duas semanas.

De acordo com a presidente da Mães da Sé, Ivanise Esperidião, toda e qualquer ajuda é sempre bem-vinda “pois quanto maior for a divulgação, maior serão as chances de localizarmos uma pessoa que está desaparecida”, enfatiza.

A campanha conta com filme de 60” que será veiculado na internet mostrando a força da solidariedade na divulgação da campanha. A criação é de Marcos Botelho,  Lucas Andrade e Ricardo Merhi, com direção de criação de Carlos André Eyer, Cassio Faraco e André Lima com a aprovação de Ivanise Esperidião da Silva e Abimael Belo.

 

Sobre a ONG Mães da Sé

Fundada em 31 de março de 1996, a Associação Brasileira de Busca e Defesa a Crianças Desaparecidas (ABCD) nasceu da iniciativa de duas mães de crianças desaparecidas, Ivanise Esperidião da Silva e Vera Lúcia Gonçalves. Elas quiseram criar em São Paulo uma entidade que atuasse em busca de soluções para um problema que atinge milhares de famílias no país, mas que nem sempre chega ao conhecimento da maioria da população: o desaparecimento de crianças. Em pouco mais de 18 (dezoito) anos de existência, a ABCD já cadastrou mais de 9.000 casos de pessoas desaparecidas em todo o Brasil. Desse montante, cerca de 27%, ou 2.937 casos, foram solucionados.

Share.

About Author

Comments are closed.