Monstro da Caixa quer ir ao Pan

0

Garoto-propaganda do banco para o segmento de cartões, o desajeitado e atrevido personagem se lança agora em uma nova empreitada: com a ajuda de dois personal trainers muito especiais, ele tentará embarcar para o Pan Rio 2007.

Na campanha que estréia neste domingo, 15/4, ele entra em cena em companhia dos atletas Fabiana Murer (salto com vara) e Matheus Inocêncio (100m com barreira), patrocinados pela Caixa, para anunciar uma promoção do banco que levará clientes para assistir aos jogos do Panamericano. “O Monstro pode até tentar, mas quem vai pro PAN é você” é o mote da comunicação.

Pela promoção, válida até 30 de maio, a cada R$ 50,00 em compras com cartões de crédito e débito da Caixa o cliente concorre ao sorteio de TVs de plasma e a viagens para assistir aos jogos do PAN Rio 2007 com acompanhante.

A campanha que comunica a promoção compreende, além de comercial de 30″ para veiculação em TV (aberta e fechada) e cinema, peças de mobiliário urbano, rádio e anúncio em revistas.

“As ações de comunicação da Caixa que utilizam a figura do Monstro têm gerado grande recall para a marca e resultados acima das expectativas. É um personagem desengonçado, trapalhão, com mais defeitos do que qualidades mas que ganhou a simpatia do público porque nunca se dá bem e porque representa, pela antítese, as vantagens, que ele não tem, de ser um cliente da Caixa”, diz Flávio Casarotti, vice-presidente de criação da Fischer, agência que criou o personagem.

No filme que começa a ser veiculado no dia 15, com produção da AD Studio e direção de cena de Luiz Ferrè, o Monstro, como sempre trapalhão, não consegue se dar bem. Primeiro o corredor Matheus Inocêncio tenta ajudá-lo a se posicionar para uma prova de 100m com barreira. Depois de muito custo, o Monstro finalmente está pronto. Mas ao ouvir o tiro da largada sai correndo desgovernado. Em seguida Fabiana Murer tenta ensiná-lo a saltar com vara. Ele fica encantado com a atleta e não presta atenção nas suas orientações. Resultado: acaba estatelado no chão. Entra
a locução: “O Monstro está fazendo de tudo para ir pro PAN. Mas quem vai é você”.

A criação é de André Pessoa, Pedro Pletitsch e Marcos Oliveira, com direção de Flávio Casarotti.

Share.

About Author

Comments are closed.