O balanço da Vivo

0

Para celebrar a Semana do Consumidor, a Vivo levou ao ar ontem, dia 11 de março de 2007, campanha publicitária em que faz um balanço de sua atuação nos primeiros quatro anos a partir de sua criação, em 2003. Para reforçar ainda mais seu respeito aos direitos do consumidor e às questões de acessibilidade, a Vivo também disponibiliza nesta semana a edição do Código de Defesa do Consumidor em braille e em audiolivro, gravações em CD do texto do código, destinadas a pessoas com deficiência visual.

“Queremos mostrar de forma transparente tudo o que já realizamos para que nossos clientes tenham acesso à melhor qualidade de serviços em telefonia celular”, afirma Roberto Oliveira de Lima, presidente da Vivo. “Mas também estamos assumindo, com humildade, que muito temos a fazer para continuar contando com a confiança dos clientes”.

A campanha institucional foi desenvolvida pela agência Africa e conta com dois filmes protagonizados pela jornalista Marília Gabriela. Neles são apresentados os investimentos e esforços feitos pela Vivo para garantir que seus clientes contem com a melhor qualidade de ligação, de acordo com os indicadores da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Marilia Gabriela também explica no filme que, por meio de um novo plano de tarifas, o Vivo Escolha, a Vivo reduziu os preços e hoje oferece planos muitas vezes mais baratos e com mais vantagens que os da concorrência.

Demonstrando a disposição da Vivo em falar franca e abertamente com os consumidores, a campanha toca também num ponto sensível que foi o principal foco de atenção da empresa no passado, ao dizer que os investimentos realizados em segurança garantiram a redução dos casos de fraudes e clonagem a praticamente zero. Na assinatura do filme, a jornalista lembra que a Vivo não quer ter apenas um sinal de qualidade, mas sim ser o sinal de qualidade na percepção do consumidor.

 

Transparência Social


Na Semana do Consumidor, a Vivo também realiza ação para a inclusão de pessoas com deficiência visual: o lançamento do Código de Defesa do Consumidor em braille e em livro falado.

Para essa iniciativa, colaboradores da empresa, que já realizavam o trabalho de transcrição para o braille desde 2005,  foram responsáveis pela produção do material, permitindo que pessoas com diferentes condições visuais tenham acesso a informações sobre seus direitos como consumidores.

Na primeira fase do lançamento, os exemplares serão distribuídos para os Tribunais de Justiça, Coordenações dos Juizados Especiais e órgãos de Defesa do Consumidor, das principais cidades do País. Além disso, a Vivo disponibilizará o material sob demanda para pessoas que entrarem em contato por meio de instituições parceiras da empresa ligadas à causa da deficiência visual, como Laramara, Dorina Nowill, CAP, entre outras.

Essa ação faz parte do Programa de Responsabilidade Social da Vivo, que tem como objetivo de garantir a inclusão de pessoas com diferentes condições físicas na sociedade.


Sobre a Vivo

Controlada pelos grupos Portugal Telecom e Telefónica, é a maior prestadora de serviços de telecomunicações móveis do Hemisfério Sul.  A empresa é líder no mercado individual e também no segmento corporativo, para o qual fornece soluções através da unidade de negócios Vivo Empresas.

A operadora tem como diferenciais competitivos: a qualidade de sinal de cobertura, serviços de transmissão de voz e dados, acesso à Internet móvel em 3ª Geração com velocidade de até 2.4 Mbps, transmissão de vídeo e outros formatos de comunicação on-line.

 

 

Share.

About Author

Comments are closed.