Petrobrás, Braskem e Ultra compram Ipiranga

0

Desde que João Pedro Gouvêa Vieira faleceu há cinco anos, a família vem tentando vender o bloco de controle do Grupo Ipiranga. Chegou a contratar consultorias para avaliar se venderia em separado ativos petroquímicos de refinarias e redes de distribuição e combustíveis. Mas foi adiando a decisão. Hoje, a empresa que durante muito tempo foi comandada por João Pedro Gouvêa Vieira, um homem que se orgulhava de, com uma caneta Bic, comprar multinacionais, como ocorreu a aquisição da Atlantic, troca de mãos. A Petrobrás se aliou aos grupos Brasken e Ultra, interessados nos ativos petroquímicos da Ipiranga, e fizeram juntos a oferta, que foi aceita. Caso a compra venha a ser confirmada pelos órgãos reguladores, a Petrobrás ficará com fatia de metade da rede de distribuição de combustíveis do País. O negócio é de US$ 4 bilhões e dá para fazer a alegria dos acionistas desse grupo gaúcho com forte vínculo com o Rio de Janeiro, onde moram seus controladores.

Share.

About Author

Comments are closed.