R$ 187,3 milhões para o Pão de Açúcar

0

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 187,3 milhões para a Companhia Brasileira de Distribuição – CBD – (Grupo Pão de Açúcar). Os recursos são destinados à expansão e modernização de sua rede de lojas, em diversos Estados do país, algumas delas já em curso. O objetivo é abrir 15 lojas e reformar outras 122, o que sustenta a previsão de geração de 2 mil empregos diretos e 3,2 mil indiretos.

O apoio do Banco equivale a 47% dos investimentos totais, de R$ 398,7 milhões. As novas lojas estão situadas nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco e Piauí. As reformas resultarão em melhorias e inovações de layout, mudanças nas fachadas e nos pisos, redimensionamento da área de vendas e modernização de equipamentos.

A empresa – A CBD iniciou suas atividades em 1948, em São Paulo, com a Doceira Pão de Açúcar, controlada pela família Diniz e, em 1959, inaugurou seu primeiro supermercado. Em 1995, a empresa abriu seu capital, com a colocação simultânea de ações no Brasil, Estados Unidos e Europa. Em 1997, passou a ser a quarta companhia brasileira e a primeira no setor de varejo do Brasil com ações negociadas na Bolsa de Nova York. Em 1999, a empresa passou a contar com o grupo francês Casino como sócio minoritário.

Em 2004, firmou uma joint-venture com o Banco Itaú, para atuar na estruturação e comercialização de produtos e serviços financeiros para os clientes da CBD. A reestruturação societária que resultou no compartilhamento do controle societário entre Abílio Diniz (50%) e o Grupo Casino (50%) por meio da atual holding Wilkes, ocorreu em 2005. Naquele ano, o grupo alcançou um faturamento bruto de R$ 16,1 bilhões, sendo a maior rede de supermercados no Brasil.

Desde 2004, o BNDES já liberou R$ 1 bilhão, por meio de seu Departamento de Comércio e Serviços e Turismo. Para este ano, a expectativa é de atingir R$ 700 milhões, o que levaria os desembolsos a quase R$ 2 bilhões em quatro anos. Os dados englobam o apoio dado pelo BNDES à rede de varejo (supermercados, lojas de departamento, shoppings, livrarias, farmácias, comércio de combustíveis e de artigos relacionados a veículos). Os setores contemplados são turismo, serviços, editoras e gráficas.

A carteira de projetos neste departamento é composta atualmente por 77 operações contratadas, no montante de R$ 2,47 bilhões, e outras 24 operações em análise, que somam R$ 2,78 bilhões.

Share.

About Author

Comments are closed.