31/03/1964: O GOLPE MILITAR E O PAPEL DA MÍDIA E DOS ANUNCIANTES

0

Por Carlos Franco

O golpe militar de 31 de março de 1964 completa hoje 52 anos, exatamente no momento em que outro golpe contra a democracia e seu principal instrumento, o voto dos cidadãos, é arquitetado em Brasília, e mais uma vez com o vergonhoso apoio da mídia por meio dos grandes veículos de comunicação social do país, representantes de torpes elites que nunca aceitarão o Brasil de todos os brasileiros. Uma elite atrasada que enxerga o Brasil apenas como terreno para seus objetivos e conveniências, mantendo para tal, ainda que com novas denominações e novos arranjos sócio-econômicos e políticos, o tradicional espírito da Casa Grande e Senzala.

Mudam-se, de 1964 para 2016, alguns atores nos enredos golpistas por força da saída pela porta dos fundos de envergonhados militares e seu legado nefasto de um período ditatorial, mas é claro, e como em espetáculos sobretudo os circenses – ainda que o circo seja o palco de homens dignos e que aqui estejamos usando a expressão apenas como figura de linguagem – entram outros, a exemplo de alguns integrantes do Poder Judiciário que os cidadãos sustentam com impostos e contribuições que os sonegadores fiscais que engordam o gigantesco pato da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) não pagam ou procrastinam com liminares de togados senhores e senhoras do Poder Judiciário. Não sem motivo, a Fiesp representa os interesses dos maiores sonegadores do país conforme lista divulgada em outubro de 2015 pelo Ministério da Fazenda, que você pode conferir aqui.

São esses sonegadores também os maiores beneficiários dos recursos dos trabalhadores depositados no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que administra o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), e ao qual recorrem inclusive para reestruturações que minam os empregos e os recursos dos trabalhadores. Pegam emprestado o dinheiro dos trabalhadores a juros módicos e prazos confortáveis com o compromisso de fazer a economia girar, só que apenas para o capital, nunca para o trabalho. Talvez, por isso, essa mesma elite pela Fiesp representada financie tanto, ainda que sem pagar devidamente os impostos, a propaganda golpista exibida por jornais também golpistas nos últimos dias. De verdade na campanha da Fiesp, apenas o fato de que pagaremos o pato, enquanto os sonegadores fiscais que ela representa e que alimentam o gordo pato que exibe em manifestações por mais um golpe na democracia, continuaram brindando os seus feitos a despeito da maioria dos brasileiros. Os donos desse gigantesco pato, não é preciso ter dúvida quanto a isso, irão articular – se já na articularam – rapidamente isenções fiscais e fórmulas mágicas de perdão de dívidas em troca de empregos mais uma vez financiados pelos próprios trabalhadores via BNDES.

O enredo é antigo e desgastado. Assim como papel de um verdadeiro conluio de golpistas que irá julgar uma mulher honesta. Mas, afinal, é para esta finalidade que a elite financia candidatos ao Congresso Nacional.

O vídeo aqui exibido, que integra série veiculada no ano passado, em memória dos 50 anos do golpe militar em 2014, continua atual. É a trajetória de uma tragédia, de um golpe que mergulhou o país numa noite de 21 anos de terror, sem nenhuma glória. Enquanto o golpe, ora arquitetado, com transmissão em tempo real e em tempos de novas mídias, especialmente as redes sociais, é uma farsa burlesca, na qual a intenção de atores canastrões é tão clara quanto visível e o texto do enredo é péssimo, sem nenhuma figura com grandeza política e moral capaz de sustentá-lo.

Um golpe que, mais uma vez, visa, como em 1964, jogar o Brasil e os brasileiros no limbo de forma que suas torpes elites do país façam uso de acordo com a conveniência e os novos arranjos, sem o compromisso com uma sociedade plural e fraterna. Ao contrário, nesse intuito golpista, é o ódio que choca o ovo da serpente. E corruptos e corruptores estão prontos para se confraternizarem nesse conluio, o qual, depois, os midiotas e afins de hoje que seguem com ela me marcha, serão os críticos e desafortunados de amanhã. A história se repete. Por isso, é sempre bom lembrar as lições que nos deixou o golpe de 1964, ainda que o de 2016 ainda não tenha chegado a um desfecho, pois falta-lhe rasgar de vez a Constituição e quebrar de vez o Estado Democrático de Direito, e ainda que Procuradoria-Geral da República tenha ocupado até aqui a posição de Pilatos, espera-se que o Supremo Tribunal Federal (STF) exerça o seu papel em nome da democracia, não deixando golpistas alojados no Poder Legislativo e pressionados por mídia e  anunciantes golpistas, venham a repetir esse triste enredo, agora de forma canastrona e cínica, com transmissão ao vivo e a cores.

 

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP