HOJE É DIA DO ÍNDIO. TODOS OS DIAS DEVERIAM SER DIA DE ÍNDIO.

0

Nós, brasileiros temos um rica herança de povos indígenas que, com coragem e determinação, exploraram secularmente as terras em que vivemos, deram nomes aos seus acidentes geográficos e deixaram de legado ensinamentos para o bom viver com sustentabilidade e respeito. Abandonamos, é verdade, essa rica herança por ganância e por vezes esquecemos que não existe vida sem os elementos da natureza e também não existe nada mais belo que a paisagem preservada a qual podemos usufruir e convívio com seus animais, flores e frutos que tonam humanos, demasiadamente humanos. As crises hídricas, o calor excessivo, o degelo nos alertam mas insistimos em ignorar esses recados.

 

Como me pontua, em rede social, o brilhante jornalista Paulo Silva Pinto Jorge “para quem acha que índio tem terra demais é sempre recomendável olhar o Mato Grosso no Google Maps. Onde sobra verde, é terra indígena. A maior mancha é o Parque do Xingu”. E existem sempre aqueles que sem compromisso com a vida ainda querem invadir essa áreas destruindo a vida sonhando com riquezas fruto da insustentabilidade.

No Dia do Índio, nós, da Revista Publicittà, recorremos às lições de um mestre, de um brasileiro que, como poucos, amou o Brasil e os brasileiros, sonhou com um mundo melhor para todos e deixou de legado seu amor aos povos. Grande Darcy Ribeiro, cuja obra monumental, apaixonante, O POVO BRASILEIRO, é o melhor convite para reflexão real, sensível. Uma herança crítica que nos faz pensar e se reconectar com o Brasil e os brasileiros.

Vale assistir todos os capítulos dessa série fantástica a começar por este que coloca em foco a nossa herança Tupi. Esse povo corre nas veias de todos aqueles que amam esse povo e esse país e que denuncia aqueles que querem nos ver sangrar pelo simples prazer de dizer que são maiores que o Brasil e os brasileiros sem se perceber quão menores são e quão esquecidos. Estes serão sepultados pelo ódio que destilam e espumam em palavras bravias`numa guerra vã contra o que temos de mais precioso: o Brasil e os brasileiros e nossa pluralidade que se constrói no respeito às diferenças.

Valeu Darcy.

Compartilhar.

Sobre o autor

Carlos Franco

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP