Salão de Arte 2007 reúne obras referenciais da pintura Brasilheira

0

Um significativo recorte da produção nacional e peças que refletem as tendências do mercado de visuais no mundo estarão reunidos no Salão de Arte, em sua edição 2007. O evento organizado por Vera Chaccur Chadad agrega ao seu tradicional formato – desta vez representado por 65 expositores de seis estados brasileiros, entre galerias de arte, antiquários e designers de jóias – novas propostas expositivas, que incluem o 1º Leilão Nacional de Fotografias e uma Sala Especial dedicada à pintura brasileira do século XIX.

Este expressivo acervo poderá ser visitado pelo público entre os dias 20 – abertura para convidados – e 26 de agosto, no Clube A Hebraica, em São Paulo. Toda a renda obtida na noite de inauguração e também na bilheteria, com ingressos a R$ 15, será destinada à Associação de Assistência à Criança Cardíaca e à Transplantada do Coração – ACTC.

Serão 3,5 mil m2 de área, onde poderão ser vistas: esculturas, desde a arte popular de Antonio Julião à contemporaneidade de Franz Krajcberg, passando pela arte sacra de Mestre Valentim; pinturas, que abrangem o modernismo de Cícero Dias, Di Cavalcanti, o impressionismo de Virgílio Dias e a cinética de Abraham Palatnik; mobiliário de regiões tradicionais brasileiras – Bahia, Minas Gerais – e também europeu, a partir do século XVII; e objetos como pratarias portuguesas, porcelana Cia. das Índias, tapetes caucasianos, entre outros.

“Preservar a essência de nosso evento e dedicar total atenção à movimentação do setor para trazer inovações é o desafio que nos estimula a cada edição. Nossa prioridade é valorizar o trabalho de nossos expositores ao tornar o ambiente cada vez mais adequado às expectativas de colecionadores, público apreciador da arte e parceiros institucionais”, afirma a organizadora Vera Chaccur Chadad.


Na opinião do embaixador brasileiro da Organização dos Estados Americanos em Washington (EUA), Osmar Chohfi, esta concepção ganha competitividade internacional a cada nova edição. “Tive a oportunidade de visitar feiras em Paris, Madri e Nova York e acredito que o Salão de Arte, em suas sucessivas apresentações, comparou-se sempre favoravelmente em termos de qualidade e diversidade, denotando cuidadosa e acurada seletividade”, afirma.

Já a vocação educativa do Salão é contemplada pelo quarto ano consecutivo, com visitas guiadas gratuitas, orientadas pelo Prof. Dalton Sala, historiador da arte especialista em arte brasileira. A previsão é que sejam formados cinco grupos, que receberão informações sobre aspectos históricos e práticos do mercado de arte e do colecionismo. As vagas, limitadas, podem ser reservadas pelo telefone (11) 3088-2625 ou pelo e-mail [email protected].

Sala Especial – Com o tema “Arte Brasileira do Século XIX – O Perfil de uma Coleção”, a mostra especialmente elaborada para o evento tem a curadoria de Max Perlingeiro e vai apresentar pinturas, desenhos e esculturas dos artistas mais atuantes no país desde o fim do período colonial até 1913. Entre eles, Jean Baptiste Debret, Nicola-Antoine Taunay, Johann Mouritz Rugendas, Pedro Américo, José Joaquim da Rocha, Henrique Bernardelli, Eliseu Visconti, Johann George Grimm, Victor Meireles e Oscar Pereira da Silva.

Assim, a arte do Brasil Colonial está representada pela Escola Baiana de Pintura, com Rocha; pela Missão Artística Francesa, que instituiu não só o ensino artístico oficial, como também o novo ideário estético, pelas mãos de Taunay e Debret; e pelo romantismo dos artistas viajantes, como Rugendas; e o núcleo dos que trabalharam à margem da Academia Imperial de Belas Artes, como Américo, Meireles e Pereira da Silva, entre outros.

“A riquíssima e multifacetada arte brasileira do século XIX continua sendo um vasto e desconhecido território, escancarado aos nossos historiadores de arte. Ao mesmo tempo, revela a existência de um considerável número de colecionadores, cujo gosto se orienta em direção à pintura e, em grau menor, à escultura brasileira da época”, analisa o crítico de arte José Roberto Teixeira Leite.

1º Leilão Nacional de Fotografias – A programação paralela inclui também um leilão de fotografia brasileira contemporânea. A iniciativa pioneira é organizada pelo fotógrafo Emídio Luisi, cujas lentes já registraram diversas produções do Ballet Stagium e do diretor Antunes Filho.

Em parceria com a Fotograma Imagens, o acervo contará com trabalhos de alguns dos principais fotógrafos e jovens talentos que despontam no mercado nacional. “A iniciativa segue uma tendência consagrada em mostras internacionais. Ao receber este pregão, o Salão de Arte oferece ao seu público mais uma vertente artística de grande interesse”, comenta Luisi. O leilão serão conduzido pelo leiloeiro oficial Reginaldo de Carvalho.

Para selar os eventos paralelos, uma noite de autógrafos está agendada para o dia 23, quando o escritor Alberto Shayo lança o livro “Camille Fauré – Limoges Art Déco Enamels – The Geometry of Joy”.

ACTC – A ACTC (Associação de Assistência à Criança Cardíaca e à Transplantada do Coração) é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, que atende crianças portadores de doenças cardíacas graves, acompanhadas de suas mães ou familiares, vindas de todo Brasil e de países vizinhos, para tratamento no Instituto do Coração – Incor (HC-FMUSP). Todos recebem a assistência que necessitam durante o tempo que permanecerem em São Paulo para cirurgias e retornos periódicos em exames, consultas e reavaliações médicas. Prestes a completar 13 anos de atividades, a ACTC – atualmente presidida por Teresa Cristina Ralston Bracher – já realizou mais de 172 mil atendimentos. O serviço é gratuito e a entidade é mantida graças à contribuição de pessoas físicas e jurídicas.

SALÃO DE ARTE 2007
Organização: Vera Chaccur Chadad

Abertura beneficente:20 de agosto, às 19h – para convidados.

Visitação:de 21 a 26 de agosto

Visitas monitoradas: 22/08 (15h e 18h); 23/08 (15h e 18h); 24/08 (15h);

Local:Clube A Hebraica
R. Dr. Alberto Cardoso de Mello Neto, 115 – Jardins.
São Paulo (SP) – Tel.: (11) 3088-2625

Horários: Terça à sexta, das 15h às 22h; Sábado e domingo, das 13h às 22h;

– 1º Leilão Nacional de Fotografias

Segunda-feira, 20 de agosto, a partir das 19h.

– Lançamento do livro
“Camille Fauré – Limoges Art Déco Enamels – The Geometry of Joy” – Albert Shayo. Quinta-feira, 23 de agosto, a partir das 18h.

Ingressos: R$ 15 – Renda da bilheteria revertida para a Associação de Assistência à Criança Cardíaca e à Transplantada do Coração – ACTC (SP)

Acesso para portadores de necessidades especiais; ar-condicionado.

Estacionamento: Vallet Service Estapar. R$ 15


Site oficial: www.salaodearte.com.br
Área gastronômica: Restaurante Chácara Santa Cecília
Bar, Lounge e Bistrô: Tânia Carneiro Novaes, com cenografia de Renato Scripilitti.
Patrocínio: Mistral, Sony e Telefônica.
Apoio: A Hebraica, A Relíquia, Affinite Corretora de Seguros, Cachaça da Tulha, CET, Chácara Santa Cecília, Complements, Corset Gráfica, Estapar, Francisca Buffet, G-Arts, Mami Artesanatos, Sweet Brazil Chocolates, Titina Leão Festas.
Apoio cultural: Governo do Estado de São Paulo / Secretaria de Estado da Cultura

 

Share.

About Author

Comments are closed.