DIÁRIO DO GOLPE: A MARCHA A RÉ DE KIA MOTORS

0

Anúncios de oportunidade, quando buscam e se encontrar com o humor que algumas situações despertam, sempre funcionam,  mas quando querem mostrar algum grau de seriedade, na maioria dos casos, derrapa na pista. Foi o que aconteceu no fim de semana com Kia Motors que decidiu somar a sua voz a uma citação infeliz em todos os sentidos do interino Michel Temer, que desde o último dia 12 de maio de 2016 ocupa a cadeira da presidenta eleita Dilma Rousseff no Palácio do Planalto. No seu primeiro pronunciamento, Temer citou uma placa que viu na estrada, na realidade no quilômetro 68, na cidade de Mairinque, que liga o interior paulista à capital (Temer nasceu em Tietê) que dizia que “Não pense em crise, trabalhe” e afirmou que gostaria de espalhar essa frase pelo país. O que a Kia Motors certamente não sabia é que a placa fora colocada pelo Posto Doninha, que trabalhou, trabalhou não pensou em crise e cerrou as portas nos anos 1990. Esse tipo de frase também parece ser inspirada, como observaram inúmeras internautas e acadêmicos nas redes sociais, no famoso slogan colocado por Adolf Hitler nos campos de concentração nazistas: “O trabalho liberta”. Portanto, não pense em crise. Nos campos de Auschwitz, da Polônia ocupada, o que se viu foi o contrário, o maior holocausto contra a humanidade registrado até hoje.

No release enviado ontem, 16, dia em que o recebemos, mesmo depois de toda a polêmica gerada pela frase, Kia Motors que a utilizou em anúncios no fim de semana, busca se justificar.

“Ao invés de falar em crise, vamos mudar o Brasil falando em trabalho, trabalho, trabalho”, diz o anúncio. “Com o anúncio, gostaríamos de contribuir para com o retorno normal das atividades econômicas, ao mostrar que a Kia, nesses 24 anos de atuação, já passou por outras crises, mas sempre superando-as e acreditando no País”, afirma José Luiz Gandini, presidente da importadora, para quem “é preciso acabar com o pessimismo do consumidor brasileiro que, com a instabilidade político-econômica recente, tinha receio de investir”.

Com tantos retrocessos na agenda apresentada por Temer, Kia pelo menos mostrou que de marcha a ré, entende e muito.

 

Share.

About Author

Comments are closed.