ANDRE CINTRA, UM PARALÍMPICO QUE ADORA DESAFIOS

0

O snowboarder paralímpico Andre Cintra mais uma vez superou seus próprios limites. Ao lado de amigos, ele encarou um rapel de 98 metros na Pedra da Tartaruga, região de Guaratiba, no Rio de Janeiro. Primeiro brasileiro a representar o país em uma edição dos Jogos Paralímpicos de Inverno, em Sochi, em 2014, e dono da primeira medalha brasileira em uma etapa da Copa do Mundo de Snowboard, Andre é praticante de diversos esportes radicais e agora encontrou mais um desafio para realizar.

“Fazer esse rapel foi uma experiência nova e muito especial. Senti uma intensa sensação de liberdade ao fazer a descida em meio à natureza e com um visual de tirar o fôlego. Adorei”, comenta o atleta paulista Andre Cintra, que fez uma trilha de 1h30 até chegar ao local.

Andre representa o Brasil em competições nacionais e internacionais de snowboard durante as temporadas de inverno no hemisfério sul, entre julho e setembro e no hemisfério norte, entre dezembro e março. Nos meses em que não está na neve, pratica outros esportes como kitesurf, wakeboard e stand up paddle.

“Amo boardsports, os esportes de prancha, e de certa forma, eles servem como base para o snowboard. É bom porque além de me divertir e buscar superar meus limites, também encontro uma forma de treinar”, afirma o snowboarder.

Essa semana, Andre Cintra irá para Pacasmayo, no Peru, para fazer kitewave nas longas ondas da região. “Estou aproveitando ao máximo esse período sem neve para me preparar fisicamente para as competições das próximas temporadas e garantir uma classificação para os Jogos Paralímpicos de Inverno de 2018”, conclui o atleta.

Share.

About Author

Comments are closed.