ESCRITORES CELEBRAM DIA UNIVERSAL DA CRIANÇA

0

O brasileiro Paulo Coelho, a nigeriana Chimamanda Adichie, o cubano Leonardo Padura e a britânica Christina Lamb são alguns dos escritores que criaram “Pequenas Histórias (Tiny Stories)” sobre o mundo que desejam para as crianças, na ocasião do Dia Universal da Criança, 20 de novembro.

Mais de 200 escritores, incluindo romancistas, dramaturgos e poetas, uniram-se a uma campanha literária global nesta semana, escrevendo Pequenas Histórias (Tiny Stories), com cerca de sete linhas cada, para chamar a atenção para o Dia Universal da Criança e para as injustiças sofridas pelas crianças mais pobres do mundo. A série dará início às celebrações do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) por seus 70 anos.

As pequenas histórias podem ser acessadas no site do projeto Tiny Stories (clique aqui) em inglês, espanhol e francês e serão compartilhadas pelos escritores em suas redes sociais. A primeira-dama da Finlândia, Jenni Haukio, apresentou o projeto, que ganhou impulso global com a adesão de autores de Ásia, África, América do Sul, Europa, Oriente Médio e Austrália.

paulocoelho-unicef

 

“Como escritores, temos a capacidade de advogar por meio da simplicidade de contar histórias. Com esta campanha digna e necessária, defendemos a proteção dos direitos das crianças preciosas em todo o mundo”, disse a escritora nigeriana Chimamanda Adichie.

O grupo de escritores, cujos gêneros literários variam dos contos de fadas à ficção, inclui uma das mais jovens — a escritora sul-africana Michelle Nkamankeng, de 7 anos. Escritas em mais de 10 línguas e em estilos, todas as histórias mostram que os direitos de muitas crianças ainda são negligenciados.

A campanha surge num momento em que os direitos das crianças estão cada vez mais ameaçados. Mais de 50 milhões de crianças tiveram que deixar suas casas devido a conflitos, pobreza e mudanças climáticas, e outras milhões enfrentam violência em suas comunidades. Cerca de 263 milhões de crianças estão fora da escola e, no último ano, aproximadamente 6 milhões com menos de 5 anos morreram de doenças, em sua maioria, evitáveis.

“É chocante ver que a vida de muitas crianças ainda é fortemente impactada pelo horror dos conflitos, desigualdades, pobreza e discriminação. Espero que estas Pequenas Histórias possam lembrar ao mundo de que devemos manter nossos compromissos para com todas estas crianças cuja vida e cujo futuro estão em jogo”, afirmou Paloma Escudero, porta-voz do UNICEF.

O dia de 20 de novembro marca o aniversário de adoção da Convenção sobre os Direitos da Criança.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.