PRECONCEITO NASCE DAS TREVAS DO ÓDIO E DA IGNORÂNCIA

0

Por Sandro Alves de França

Desde Gilberto Freyre que gostamos de alimentar o mito cínico que de que temos no Brasil uma “democracia racial” (muitas, muitas aspas). Teve até livro lançado poucos anos atrás pelo diretor geral de Jornalismo das Organizações Globo que trazia em seu título uma afirmação categórica “Não Somos Racistas!” (chuva de aspas, por favor). Os fatos, no entanto, teimam em esfregar na nossa cara uma realidade inconveniente.

Depois de Maju, a garota do tempo do JN, Taís Araújo, uma das atrizes brasileiras mais proeminentes da sua geração, sofreu ataques racistas na sua página oficial no Facebook. Nos dois casos estamos falando de mulheres negras em uma situação socioeconômica deveras privilegiada – uma jornalista e uma atriz do primeiro escalão da maior emissora de TV do país – a segunda maior do mundo, atrás apenas da americana NBC. Logo, figuras cujo trabalho tem amplo destaque.

Bem diferente da condição de outras milhões de mulheres e também homens negros, que tem de lidar diariamente com vários tipos de abusos e assédios apenas por pertencerem a uma etnia e ter uma quantidade maior de melanina na pele. Mas os incautos irão chamar isso de “vitimismo”, dirão que o preconceito racial é algo internalizado na cabeça dos negros, que basta que eles se esforcem mais que terão as mesmas oportunidades.

Compartilham vídeo em rede social falando de coitadismo e fazem discurso inflamado contra as cotas. Pois o ovo da serpente foi chocado; na verdade, estava apenas levemente adormecido e esse clima de ódio político vem descortinando o que de pior existe – e sempre existiu – na cultura brasileira. A diferença é que agora as ratazanas do obscurantismo saíram do esgoto e vieram à tona sem cerimônia nem receio algum, mesmo de cometer publicamente um crime inafiançável, como é o caso do racismo no Brasil.

Mas não, não existe machismo nem violência contra a mulher, a questão racial foi superada e a homofobia é apenas “chilique” de homossexual afetado, todas essas alegações são bobagem, “marxismo cultural”… Esse país é o país da cordialidade e da tolerância e todos tem as mesmas chances de crescer na vida nesse verdadeiro paraíso tropical… Vez por outra essas falácias são desmentidas da forma mais abominável e corrosiva possível, com o as garras do preconceito fustigando figuras públicas e nos mostrando o quão atrasado, ignorante e raivoso o brasileiro pode ser. Que se lide com isso de frente ao menos, sem tentar encobrir o que todo mundo sabe que é real e rotineiro. O combate a essas ideias anacrônicas e desprezíveis começa de forma simples, coibindo pequenas manifestações que se considera triviais, educando sem rotular ou diferenciar.

Preconceito nasce das trevas do ódio e da estupidez da ignorância. Alimentá-lo só rebaixa a categoria de sujeito pensante e consciente. Somos todos humanos no fim das contas, uma única espécie dita racional e também a única que manifesta ostensiva e sistematicamente a discriminação. Que se aplique a Lei e que e se eduque contra qualquer forma de segregação. É o único caminho.Taís falou de amor em sua resposta às agressões covardes e criminosas que sofreu.

Nelson Mandela tem um discurso clássico que diz que “para odiar as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar”. Que ensinemos, então, a maior e mais transcendente filosofia já difundida: o amor. E para os incapazes de ter qualquer tipo de empatia pelo próximo que se faça cumprir as sanções legais. Ponto e ponto.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP